.mais sobre nós

http://invictus-criativos.hi5.com

.citação

"Orgulhosamente invicta e tripeira, aí está a emblemática cidade do Porto."

Site das Pousadas da Juventude

.foto

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

.a cidade em música

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Red Bull Air Race, primei...

. Da Televisão para a Expos...

. Pousada da Juventude do P...

. Bike Tour Porto

. Final do Ano Lectivo

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.pesquisa

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

Ver o Porto em Barcelona

As Viagens de Finalistas remetem, num sentido ambíguo, para a ideia de noites e diversão sem limites. Os alunos finalistas do Ensino Secundário despedem-se de mais uma importante etapa das suas vidas, talvez uma das mais críticas, para iniciarem uma vida académica mais específica, estudando consoante as suas opções de futuro ou entrando directamente no mundo do trabalho, procurando ser independentes.

Ao contrário do que é costume, a Viagem de Finalistas em que nos inserimos levou-nos até Barcelona, a capital da Catalunha e uma das cidades mais ricas a nível cultural à escala mundial.

Curiosamente, tínhamos eleito Barcelona como um dos exemplos que o Porto deveria seguir num futuro próximo, imaginando a nossa cidade portuguesa a seguir iniciativas existentes na cidade espanhola, no período de quinze anos, tal como nos exigia o desafio do Concurso. Após descobrirmos ainda melhor esta magnífica cidade, decidimos elaborar um relatório de tudo o que nos agradou e desiludiu em comparação directa com a nossa Invicta.

Para começar, Barcelona tem um dos seus maiores pontos fortes no apoio ao turista. Para além de todas as caixas multibanco estarem traduzidas nos mais variados dialectos, também notamos a existência de imensos pontos de turismo espalhados pela cidade e de cartazes outdoors bem explícitos e informativos. Relacionado com o apoio ao turista está a aposta na cultura local, que surge em qualquer panfleto ou mapa visíveis na Catalunha. Tal como nos foi sugerido no posto de turismo, compramos o Barcelona Card, um cartão que nos permitia circular livremente em qualquer transporte público da cidade e nos garantia imensos descontos e até entradas livres em museus espantosos e circuitos de barco. Esta seria uma grande inovação na Invicta, tal como sugerimos no início do período transacto.

Falando nos transportes públicos, é de realçar a imensa área que estes cobrem na cidade. O metro tem sete diferentes linhas e o restante percurso é assegurado por autocarros, rede ferroviária e até eléctricos e funiculares. Apesar de tudo, consideramos que o Metro do Porto está em melhores condições que o de Barcelona, contando com a agravante de ser mais recente e moderno. Há poucas infraestruturas para cadeiras de rodas, na medida em que a mudança de linha/destino pressupõe a subida e descida de inúmeros lances de escadas que não são apoiados por elevadores. A informação sonora, tratando agora na perspectiva de um cego, é diminuta, chegando ao ponto de estar baixíssima e raramente se ouvir em horas de ponta. Notamos uma excelente iniciativa para auxiliar todos os deficientes motores da cidade: a existência de uma cabine telefónica específica para pessoas em cadeira de rodas, em que o telefone está em baixo e ao alcance de todos.



Uma das situações que mais nos agradou foi a existência de grandes apoios por parte da Câmara local para as animações de rua. Pegando num dos maiores pontos de concentração da cidade, Las Ramblas tinha diversos espaços a serem ocupados por habitantes locais ou imigrantes que faziam os seus números espectaculares enquanto cativavam todos os turistas que por lá passavam. Também nas estações de Metro existiam sítios marcados no chão para esse mesmo efeito, tudo com o apoio da Câmara de Barcelona, que pagava a todos os que actuavam.

Continuamos com outra grande inovação que fascina todos os turistas: a existência de inúmeras ciclovias, por todo o centro de Barcelona. A importância que é dada na Catalunha a este meio de transporte alternativo e não-poluente é realmente de admirar, senão vejamos: existência de semáforos próprios para as bicicletas; espaço ao longo de todas as ruas com cadeados para colocar estes veículos, prioridade em ruas, avenidas e rotundas para as bicicletas; preço bastante reduzido e apetecível a todos os turistas que desejem alugar uma bicicleta, com limite de tempo e com bastante organização.





Tal não foi o nosso espanto quando constatamos que para além de bicicletas, os Catalães elegem as scooters como meio de transporte predilecto, sendo de admirar a quantidade destes veículos que abundam na cidade. Arriscamo-nos a dizer que em igual ou maior número que os carros. O preço destes veículos motorizados é reduzido, em comparação ao que acontece em Portugal, o que faz deles uma óptima alternativa para os jovens.

É de louvar o apoio efectuado em termos de desporto, devido aos espaços existentes para a sua prática, não só ao ar livre, mas também em gimnodesportivos.



Fazemos um balanço extremamente positivo desta viagem. Vimos monumentos lindíssimos e conhecemos mais uma grande cidade da Europa. Sem dúvida que o Porto pode aprender e tirar muitas ilações das iniciativas catalãs que agradam a todos os que visitam a cidade.
publicado por Invictus às 23:05

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Jorge Reis a 9 de Abril de 2008 às 12:51
Vi uma referência ao vosso blog no Cabo Raso. Vi aqui e gostei.
Adicionei um link no meu. Espero que não levem a mal e que retribuam, porque isto de escrever e não ter leitores não serve ara nada.
Gostei das referências a Barcelona de onde vim no domingo. Adorei a cidade e realmente há coisas que deveríamos copiar para as nossas.
Continuem e parabéns

Comentar post

Mississippi Jones Act

.sabia que...

desde 18 de Abril o Porto passou a ter um Código Regulamentar do Município?

.dá a tua opinião

Qual a melhor forma de divulgar uma noticia no Porto?
Jornais
Radio
Revistas
Passa-palavra
Outdoors
Televisao

.sugestão cultural

Galeria Internacional do Cartoon

Museu Nacional da Imprensa

.links